Descrição da Camomila Propriedades da Camomila

Descrição Propiedades

Matricaria chamomilla L.

Asteraceae (Compositae)

A camomila é uma planta originária do norte da África e que se espalhou com muita rapidez pelos territórios da Europa.

É usada principalmente na medicina e extremamente popular pelos seus efeitos calmantes e carminativos, ajudando a aliviar as cólicas dos recém-nascidos. É uma erva que se desenvolve com dificuldade, mas ajuda a manter a saúde das plantas que nascem ao seu redor nos canteiros. Na aromaterapia, é usada para despertar a autoconfiança, a capacidade de esperar e de ter paciência em relação ao futuro.

Sinônimos da Camomila

Camomila-alemã, camomila-azul, camomila-comum, camomila-da-alemanha, camomila-dos-alemães e matricária.

Outros Idiomas da Camomila

Chamomile (inglês), manzanilla alemana (espanhol), camomille (francês), camomilla comune (italiano) e Echte Kamile (alemão).

Descrição Botânica da Camomila

A camomila é uma planta de porte herbáceo, ciclo anual e que atinge em média 35 centímetros de altura. Seu caule é ereto e ramificado.

Composição Química da Camomila

Ácidos orgânicos, ácido salicílico, apigenina, borneol, cânfora, colina, cumarina, flavonóides, herniarina, saponina, mucilagem, pró-camazuleno, terpenosazuleno e umbeliferona.

Partes Usadas da Camomila

Flores e Óleo essencial.

Propriedades Medicinais da Camomila

Adstringente, Analgésica, Anti-séptica, Antialérgica, Antiinflamatória, Calmante, Carminativa, Cicatrizante, Desinfetante, Emoliente, Refrescante, Tônica e Vulnerária.

Usos da Camomila

Culinária: Não é comumente usada.
Beleza: Peles secas, sensíveis e rachadas, acne e acne rosácea, manchas e sardas, inchaço do rosto, rugas, olhos cansados, dermatites, eczemas, queimaduras de sol, irritações pós-barba e pós-depilação, coceiras, vermelhidão e para iluminar cabelos claros.
Saúde: Reidratação oral, cólica uterina, cólica do recém-nascido e conjuntivite.

Contra-Indicações da Camomila

Gestantes.

Efeitos Colaterais Dermatite de contato, foto dermatite, náuseas, insônia e excitação nervosa.

Cultivo e Conservação da Camomila

Clima: Temperado (temperaturas médias abaixo de 20ºC), com elevada umidade relativa do ar; não é resistente a secas prolongadas.
Exposição solar: Plena.
Propagação: Sementes (germinadas em sementeira).
Espaçamento: 50 x 15 centímetros.

Tipo de Solo

Textura média, úmido, rico em nutrientes, bem drenado e com pH 6,7-7,3 (resiste até pH 8).
Adubação e correção: Esterco de animal curtido, húmus ou matéria orgânica, incorporados a 30 centímetros de profundidade; adubação mineral nitrogenada e potássica; calagem em solos muito ácidos.
Necessidade de água: Moderada.

Colheita da Camomila

Flores: Quando estiverem completamente abertas, em dia seco e com sol.

Secagem
Flores: Ao ar livre, em local sombreado e bem ventilado, ou em secador, com temperatura máxima de 35ºC.

Acondicionamento
Flores: Em recipientes de vidros semi-abertos ou caixas de papelão.
Nome popular: Camomila, Camomila-verdadeira

Nome científico: Chamomilla recutita (L.) Rauschert

Família: Compositae (Asteraceae).

Origem: Europa.

Propriedades: Digestivo, sedativo, da Camomila

Características: Planta herbácea anual, aromática, de até 1 metro de altura. Foi aclimatada na região sul do Brasil, sendo amplamente utilizada em todo o mundo, inclusive nos estados do sul e sudeste do Brasil.

Industrialmente a camomila é usada na extração da essência, que tem largo emprego como aromatizante na composição de sabonetes, perfumes, xampus e loções, bem como para conferir odor e sabor agradáveis a uma grande variedade de alimentos e bebidas.

Parte usada: Capítulos (flores) secos ao ar e conservados ao abrigo da luz.

Usos: É uma das plantas de uso mais antigo pela medicina tradicional européia, hoje incluída como oficial nas Farmacopéias de quase todos os países.

Forma de uso / dosagem indicada: É usada tanto na medicina científica quanto na popular, na forma de infuso e decocto, como tônico (restaura energia) amargo, digestivo, sedativo, para facilitar a eliminação de gases, combater cólicas e estimular o apetite, agindo também por via tópica (externa) pela aplicação de compressas do infuso ainda quente sobre o abdômen no tratamento de cólicas em crianças.

O cozimento das flores (decocto), misturado ou não à água oxigenada, é usado para clarear os cabelos.

A infusão aquosa das flores ou o próprio óleo essencial são empregados ainda em pomadas e cremes, e em preparações farmacêuticas de uso externo utilizadas para promover a cicatrização da pele, no alívio da inflamação das gengivas, e como antiviral, no tratamento das herpes.